fbpx

Evite os 5 erros mais comuns na hora de abrir uma empresa

Erros na hora de empreender

Não existe receita pronta para empreendedores que querem abrir um negócio.

É preciso avaliar necessidades, possibilidades e, principalmente, riscos antes de investir. E ajuda muito identificar os erros mais comuns na hora de planejar como abrir uma empresa.

Se você está nessa fase aproveite para pesquisar e conversar muito com empreendedores que já passaram por esta etapa. Errar faz parte do processo de crescimento, mas algumas falhas podem e devem ser evitadas.

DICA EXTRAColocar tudo no papel mostra a dimensão real de cada etapa e ação que você vai encarar.

Para ajudar uma boa ferramenta é o Business Model Canvas que, em uma página e de maneira bem visual, relaciona as informações sobre os pilares de uma empresa: infraestrutura, oferta, cliente e finanças.

Expertise, habilidades e competências são importantes, mas ter um plano na ponta do lápis revela dados e informações que podem revelar os melhores e os piores cenários possíveis.

Então se você está pensando em empreender, confira os erros mais comuns na hora de abrir uma empresa (e como não cometer):

1 – Não estruturar o modelo de negócio

É comum empreendedores abrirem as portas sem um planejamento mínimo, ou seja, sem entender o conceito do negócio, quem é o público-alvo, onde estão os recursos e parceiros, quanto vale o produto/serviço, entre outras informações essenciais.

Tem certeza que encontrou uma boa oportunidade de negócio?

Ou está apenas seguindo uma tendência, sem critérios?

É só lembrar da onda de frozen iogurte e das paletas mexicanas.

Empreendedores investiram tudo porque todo mundo está abrindo.

Sem a compreensão de mercado e concorrência a possibilidade de fracasso é uma ameaça constante (para não dizer quase certa). Mas você não precisa ter um planejamento super detalhado com dezenas de páginas.

Uma opção mais simples é suficiente, como o Canvas de modelo de negócio, que relaciona os principais pontos de um bom planejamento. Planejar o seu modelo de negócio permite trabalhar com foco, planejamento e antecipar desafios.

2 – Não conhecer o cliente

Para quem você está criando valor?

Quem são seus clientes mais importantes?

Relacione e diferencie os segmentos de clientes que você quer atrair porque atirar para todos os lados não te garante nada, só resulta em perda de tempo e dinheiro.

Reserve sua energia para o público ideal. Não foque em todos, mas nos clientes que você vai atender em sua melhor performance e naqueles que realmente procuram pelo seu produto ou serviço.

Resultado: esse cliente fideliza ou indica sua empresa para alguém.

As empresas fazem esforços gigantescos diariamente para captar novos clientes, investindo milhões em estrutura física e em propaganda para chamar a atenção, mas esquecem que construir relacionamento com clientes atuais sai muito mais em conta.

Conquistar um novo cliente custa de 5 a 7 vezes mais que manter um atual.
Philip Kotler

A frase célebre do consultor de marketing norte-americano é objetiva porque assim deve ser.

Aumentar a cartela de clientes é a primeira iniciativa de muitas empresas, principalmente as que estão começando, mas investir no atendimento pós-venda pode garantir um consumidor cativo ou um que nunca mais pisará na sua empresa.

Que tal repensar como atrair clientes para o seu negócio?!

3 – Não saber quanto vale o produto/serviço

Que valor você quer proporcionar a cada segmento de cliente?

Os valores atendem às expectativas dos principais clientes, mas devem levar em consideração também todo custo do empresário e não se resumir em um valor percentual sobre a nota fiscal.

Para qualquer empresa definir adequadamente o preço de venda é uma das maiores dificuldades e uma das principais falhas cometidas por donos de negócio. Nessa formação de preço precisam ser considerados custos operacionais, custo do produto e lucro pretendido, além da análise do mercado e dos preços praticados pela concorrência.

Você precisa compreender sua proposta de valor e estrutura de custos para saber a importância deles para o negócio.

4 – Não ter planejamento financeiro

Esse definitivamente está entre os erros mais comuns na hora de abrir uma empresa.

De nada adianta estruturar o modelo de negócios, definir custos, gerar valor aos clientes, investir em atendimento de qualidade, se você não faz um controle rigoroso das finanças.

E isso significa fazer um planejamento financeiro com valores reais e detalhados sobre gastos, investimentos e lucros, além de traçar projeções para prever imprevistos.

Em todas as situações, é importante determinar o capital de giro necessário para manter a empresa funcionando. O capital de giro é a diferença entre o dinheiro que você tem e o que você gasta no negócio, vital para custear e manter as despesas operacionais da empresa.

Abrir o negócio sem ter capital de giro é tão arriscado quanto não ter uma boa gestão do fluxo de caixa. Acompanhar o fluxo de caixa ajuda o empreendedor a tomar decisões sólidas e assertivas com o capital disponível.

E por último, mas não menos importante: não misturar as finanças pessoais com o dinheiro da empresa.

Parece básico, mas muito empreendedor de primeira viagem faz isso. E uma vez feito é um hábito muito difícil de reverter e só tende a piorar.

O ideal é definir o valor do pró-labore de cada sócio e transferir o dinheiro para a conta pessoal todo mês. O inverso – cobrir despesas da empresa para fechar o caixa – também não dá certo.

Crescimento sustentável só acontece se você não misturar ou maquiar as finanças.

5 – Não ter bons sócios/parceiros

Abrir um negócio é uma tarefa árdua e ter um parceiro/sócio para compartilhar os desafios e despesas pode ser uma boa alternativa. Mas antes de tomar essa decisão busque uma pessoa que complemente você no negócio e se relacione bem com as pessoas.

Não abra mão de um contrato registrado em cartório definindo as atribuições e a parte que cada sócio terá direito, caso algum deseje sair da empresa, independente se são amigos, parentes ou desconhecidos.

O mesmo vale para fornecedores.

Conhecer, escolher e ter um acordo bem definido reflete nos resultados desejados pelo empreendedor. A empresa depende desses parceiros-chave para obter equipamentos, máquinas, matéria-prima, mercadorias e demais materiais necessários para manter a empresa funcionando.

Quer abrir o seu negócio sem errar? Comece agora!

E você, o que acrescenta na lista dos erros mais comuns na hora de abrir uma empresa?

Deixe o seu comentário